Skip to main content
O que é Internet das Coisas e quais são seus Benefícios?

O que é Internet das Coisas e quais são seus Benefícios?

O termo surgiu em 1999 e, desde então, vem crescendo o interesse em entender e aplicar o conceito “Internet das Coisas” nos mais diversos segmentos – há uma imensa variedade. Continue lendo o artigo para compreender a IoT (Internet of Things)!

O que é Internet das Coisas e quais são seus Benefícios?

Basta que você vá a uma feira de inovação ou conferência do tipo para ouvir o termo IoT – sigla, em inglês, para Internet das Coisas e palestrantes e vendedores com certeza tentarão te fazer comprar essa ideia. Ou, caso você siga algum canal de conteúdo sobre tecnologia, esse termo também já foi visto.

Uma breve introdução sobre História da Internet das Coisas

O termo Internet das Coisas foi criado em 1999, pelo pesquisador britânico Kevin Ashton, o qual também criou um sistema de sensores, conectando o mundo físico à Internet.

Porém, antes dele, o MIT (Massachusetts Institute of Technology), já havia realizado um experimento, que pode ser considerado as bases da IoT como conhecemos hoje.

Agora uma curiosidade: o primeiro “aparelho IoT” foi desenvolvido graças a um desafio – trata-se de uma torradeira conectada a um computador com rede. “Conectada a um computador com rede”: guarde esse trecho, pois ele já é uma pequena prévia do que é realmente a Internet das Coisas.

Afinal, o que é a Internet das Coisas ou IoT?

O nome já é autoexplicativo – Internet das Coisas faz alusão à objetos físicos com capacidade computacional de coletar e transmitir dados, através da rede e conectados entre si e à internet, podendo ser operados remotamente.

São dispositivos físicos que coletam dados via sensores e os transmitem para ambientes específicos, onde possam ser melhor analisados através de softwares, os quais estão pré-programados para receber e tabular tais dados, revelando padrões em sua utilização.

É aí que mora a mágica da coisa!

Máquinas industriais que enviam dados sobre seu funcionamento, marca-passos que transmitem informações sobre o paciente para o médico, caminhões com sensores que acompanham seus desempenhos na estrada, acusam manutenções preventivas e enviam isso para a central de controle. Esses são apenas alguns exemplos…

O paciente com problemas cardíacos pode sequer sentir algo diferente, mas o médico já terá recebido um alerta de que algo em sua frequência sanguínea mudou, graças ao marca-passo que transmite a mensagem, podendo salvar a vida daquela pessoa.

Os benefícios da IoT estão relacionados de muitas maneiras à vida humana. Quanto ao Segundo Setor, as empresas tornam-se mais eficientes e precisas em suas decisões, já que contam com uma base de dados maior, encontram mais padrões de funcionamento nas máquinas e na produção. Uma máquina envia a previsão que precisa de manutenção, antes de falhar.

A IoT é, ainda, um pilar da Indústria 4.0 – a nova revolução industrial que vem mudando o rumo (e a forma de produção) de várias companhias.

Já em relação ao dia a dia das pessoas, na vida social e em momentos de lazer, a IoT possibilita conforto – controla a iluminação, o ar-condicionado, a televisão e outros eletrodomésticos apenas com um tablet ou smartphone.

Ou também, ao voltar pra casa, o seu smartphone emite um alerta de que faltam certos itens na geladeira. Não precisa chegar lá e então sair para o mercado. Faça isso já no caminho de volta!

A Internet das Coisas é um conceito que vem se desenvolvendo cada vez mais. Até onde ela pode chegar ainda é uma incógnita… mas muitas inovações ainda estão por vir!

Assine a newsletter para receber os conteúdos assim que forem postados.



Share article on

Related Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *